#185 A cruzada contra os dados – com Lucas Lago

Saudações pessoas! Hoje vamos falar sobre jornalismo de dados, estatística e sobre como a militância bolsonarista e seus asseclas bem pagos têm mentido sobre números – especialmente aqueles relativos à pandemia da COVID-19. Para isso convidamos Lucas Lago (no Twitter: @lucaslago), engenheiro e jornalista de dados, responsável por um trabalho fundamental no campo.

Discutimos a recorrente boataria a respeito de que haveria “menos que 100 mil mortes por COVID”, que circula tanto no zap quanto nas colunas de opinião dos bajuladores mais influentes. Falamos também sobre as maneiras como esquerda e direita se mobilizam no Twitter, discutindo um artigo com dados das hashtags. A aprovação recorde de Bolsonaro no Datafolha e a melhora em outras pesquisas também foram abordados à exaustão – inclusive o fato de que muitos concordam que o governo fez uma gestão porca da pandemia mas não culpam o presidente pelas mortes. A relação dessa aprovação com o Auxílio Emergencial, demonstrado por um substancial crescimento entre os mais pobres e desempregados, coloca questões para o bolsonarismo em sua aliança com a Faria Lima, e o caminho aberto para uma potencial reeleição. Bolsonaro, pelo visto, aprendeu que é melhor maquinar seu delírios autoritários de boca fechada… e já ensaia adiar ou cancelar o Censo, única pesquisa capaz e produzir dados exatos sobre o real impacto da COVID-19 no Brasil.

Material de Referência

Núcleo: Jornalismo, Dados, Transparência

Inumeráveis – Memorial dedicado à história de cada uma das vítimas do coronavírus no Brasil

Projeto7C0 – Arquivador de Tweets apagados de grandes figuras políticas

Genealogia de uma hashtag: como ações coordenadas da direita nascem no Twitter

Bot ou não: quem segue os candidatos a presidente?

Pandemia expõe limitações em dados de óbitos do registro civil

Dicas Culturais 

(Artigo) The Moral Character of Cryptographic Work

(Anime) One Piece

(Livro) A Arte de Viver para as Novas Gerações

(Filme) Colonia

(Podcast) A Grande Guerra – Leandro Demori

 

**   ACESSE/BAIXE O EPISÓDIO -AQUI!

 

#184 Novo capitalismo: velho normal – com Startup da Real

Saudações pessoas! Nesse episódio o Viracasacas recebe Startup da Real (no Twitter @ startupdareal) para uma conversa sobre como a febre do empreendedorismo de palco funciona como uma máquina de
propaganda do capitalismo tardio. Auto-ajuda sempre foi um gênero muito popular no Brasil e no mundo, mas sua forma e seu crescimento na atualidade têm uma relação íntima com as políticas de precarização
do neoliberalismo. A criação de “cases de sucesso” artificiais e a cultura de glorificação do risco alimentam um indústria de venda de soluções impossíveis, que servem ao duplo propósito de enriquecer seus arautos e perpetuar uma ideologia baseada na espetaculização do capitalismo tardio. Enquanto as novas tecnologias continuam a erodir os muros que separavam a vida privada do trabalho, uma nova fronteira da exploração do trabalho se abre através da promoção de medicamentos e drogas que prometem melhorar sua performance. O desejo de construir algo é compreensível… e nada disso incluir jogar sua vida pela janela para colocar dinheiro no bolso de gurus do sucesso fácil.

 

PS: Nosso convidado é best seller!! 

Já conhece o “Este livro não vai te deixar rico”  ?

Dicas Culturais

(Documentário) Fyre Festival: Fiasco no Caribe

(Filme) A Noite dos Desesperados

(Livro) Sociedade do Cansaço

(Livro) 24/7 – capitalismo tardio e os fins do sono

(Video) The Late Capitalism of K-Pop

(Video) Cuck Philosophy

 

#183 – “O dossiê ozônio” com Nada Tá Bom Nunca

Saudações pessoas!

Estamos chegando, mas não é com os refrescos. De novo contando com as presenças incríveis de Moara Juliana , Vítor Santi e Bruno “Tucho” Ferreira, o glorioso podcast do olho parado, Nada Tá Bom Nunca – carinhosamente conhecido como NTBN – chega de novo junto com a gente para cruzarmos a fronteira e adentrarmos nos meandros desse lugar maluco em que se transformou o país que habitamos. Twin Peaks é mato!

Entre pessoas recomendando ozônio (é, aquele, da camada – e do buraco) como tratamento não muito convencional, passando por um Ministro da Justiça terrivelmente aparelhado e advogado privê de alguns teleamigos presidenciais, estamos mais uma vez em looping da desgraça: sobra para Damares, Pazuello, Moro e Alicia Silverstone (sim, acredite). Tem dossiê mal explicado voando para lá, e gente correndo do país para cá. Não tente entender, só tome a pílula azul: isso, a azul, você vai precisar de energia por aqui, jovem.

 

Siga o NTBN no Twitter! E a Moara, o Vitor e o Tucho!

Dicas Culturais:

Vírus – Rádio Comunitária

Lorena – documentário

O Mundo da Sinuca – vídeos

Umbrella Academy – série

Queime Depois de Ler – filme

Violet bent backwards over the grass – disco

 

#182 Capitalismo de plataforma e Bolsa de cancelamentos – com Moysés Pinto Neto

Saudações pessoas! Nessa semana o Viracascas traz novamente nosso querido amigo Moysés Pinto Neto (no Twitter: @ moysespintonet0), pesquisador e professor de filosofia e educação, para uma conversa sobre a internet das redes sociais, a cultura de (sub)celebridades e cancelamentos, as esperanças cyber-libertárias das década de 1990 e 2000, e como vivemos num mundo que já é inseparável de sua contraparte “virtual”.

Em 2020, o ano oficial do cyberpunk, estamos diante de um mundo no qual o Vale do Silício reorganizou o capitalismo a partir de uma economia da atenção sobre a qual evaporam as distinções entre o material e o simbólico. Entre os efeitos nefastos e imprevisíveis de mudanças acelerados, vivemos também os efeitos da absoluta falta de responsabilização dos bilionários da informação sobre os males que causam na sociedade e sua recusa veemente por qualquer tipo de regulação. Nossa interação com a internet é mediada por desejos e compulsões, numa batalha entre os algoritmos e nossas emoções nos níveis social e individual… e isso tudo É MUITO BLACK MIRROR.

Dicas Culturais

(website) Transehub

(podcast) Viracasacas 41 – Redes de Desesperança – como Moysés Pinto Neto

(vídeo) Tudo que você sempre quis saber sobre ACELERACIONISMO e não sabia a quem perguntar

(podcast) Rabbit Hole

(podcast) Your Undivided Attention

(série) Too Old to Die Young

(música) Kraftwerk – The Man Machine

(HQ) Wytches

(autor) Haruki Murakami

#181 – Brasil, desgraças e realismo fantástico

Saudações pessoas! Hoje é dia de um episódio de um Viracasacas raiz, um Viracasacas moleque. Carapanã  e Gabriel Divan  comentam o Brasil entre o descaso criminoso do Governo Federal diante da pior pandemia do século e a sucessão de eventos absurdos, bizarros e inusitados que acontecem na nossa República Bananeira. Entre doentes, mortos, emas, najas e tiroteios em busca de um balão, nosso país rola ladeira abaixo enquanto a turma de sempre conta o dinheiro. Discutimos se existe ala “ideológica” e “pragmática” no governo,  falamos da mamata sedosa à qual parecem ter se acostumado os militares governistas, e a persistente disjunção dos grande veículos de mídia que, por qualquer motivo, amam Paulo Guedes enquanto são surrados pelo presidente que o nomeou. E essa pax bolsonarista? Dura? Venha conosco, atravesse o portal, siga o coelho branco, e entenda, de uma vez por todas, que o mundo acabou em 2012 e nós vivemos numa simulação construída por um demiurgo com gosto para o absurdo e para o sadismo. HAHAHAHA, brincadeirinha! (o mundo
acabou em 2016… sério).

Dicas Culturais
(Podcast) The Michael Brooks Show

(Livro) Capitalismo sem Rivais

(Livro) Against the Web: A Cosmopolitan Answer to the New Right

(Filme) Ya no Estoy Aquí

#180 – “Dono é quem desmata”: bolsonarismo, grilagem e florestas em chamas – com Helena Palmquist e Luísa Molina

Saudações pessoas! No Viracasacas dessa semana recebemos as antropólogas Helena Palmquist (no Twitter: @ helenapalmquist) e Luísa Molina (no Twitter: @ lupontesmolina) para uma conversa sobre estrutura fundiária, ruralistas, bolsonarismo e a relação disso tudo com o Projeto de Lei 2633/2020, mais conhecido como o PL da Grilagem. Falamos sobre como o governo atual acelerou o projeto de devastação das áreas florestadas e concentração fundiária, algo recorrente nos diversos momentos da história brasileira. A nossa conversa também passa por quem são os grileiros beneficiados pelas constantes esforços de reconhecimento de titulação de terras públicas: cada vez menos posseiros e pequenos ocupantes e cada vez mais latifundiários com perfil empresarial e com extensas conexões com a política e os mercados.

Também comentamos as sucessivas investidas contra os indígenas e a favor daqueles que organizam um paramilitarismo no campo e investem com os direitos territoriais dos povos originários. Partimos no final para uma discussão de como, apesar das questões agrárias e fundiárias serem centrais para o Brasil, parte considerável da esquerda brasileira ainda se encontra muito distante dessas questões – ainda que o maior movimento social organizado da América Latina seja justamente o Movimento dos Sem-Terra. Num governo totalmente aparelhado pelo que existe de pior no ruralismo brasileiro, essa questão deveria ser cada vez mais urgente e presente.

Dicas Culturais

(Livro) A Queda do Céu: Palavras de um xamã yanomami

(Livro) O Partido da Terra: como políticos conquistam o território brasileiro

(HQ) Ken Parker

(Filme) Martírio

(Filme) Corumbiara

(Filme) Pirikipura

(Filme) Vast of the Night

 

#179 – Esportes, pandemia e (ir)responsabilidades – com Cris Charão e Filipe Kunrath

Saudações pessoas! No Viracasacas dessa semana recebemos os jornalistas Cristina Charão (no Twitter: @ cris_charao) e Filipe Kunrath (no Twitter: @ FilipeKunrath) para uma conversa sobre esportes, COVID e as políticas da (ir)responsabilidade. Falamos sobre porque a indústria do futebol é uma representação perfeita desse estranho momento do capitalismo tardio: faminta, inimputável e buscando se colocar acima do mundo, da vida e das instituições. Enquanto a pandemia faz dezenas de milhares de vítimas pelo mundo afora, diretores de clubes ignoram questões importantes para discutir a volta dos campeonatos. Teriam eles alguma responsabilidade pelos  torcedores que mobilizam? Também discutimos o papel dos atletas na política, seja enquanto agentes de protestos contra o racismo, seja como aliados da loucura destrutiva da direita populista, seja como O MALUCO QUE VAI DAR ROLÉ ALEATÓRIO E ACABA EM PRISÃO DOMICILIAR NO PARAGUAI.

Clica aí e vem com a gente! Você pode escutar nos agregadores e nos aplicativos ou baixar o arquivo mp3 direto do feed em http://viracasacas.libsyn.com  !

Fazemos ‘merchãn’, sim! – visite: 

Projeto Traduções livres

Baleia Urbana

Dicas Culturais

(Podcast) Deu Ruim

(Youtube) The Rinha – Games e Política

(Show) Patriot Act com Hasan Minhaj

(Série) High Maintenance

(Show) Real Time with Bill Maher

#178 – Anti-ministros e o futuro da educação no Brasil, com Gregório Grisa

Saudações pessoas! Sejam bem-vindos a mais um episódio do Viracasacas podcast. Nessa semana recebemos Gregório Grisa (@grisagregorio), professor do IFRS e doutor em Educação, para uma conversa sobre o (péssimo) estado no qual a política educacional brasileira foi deixada durante a “gestão” Weintraub. Engajado nas táticas da guerra cultural e tentando a todo custo sabotar a autonomia universitária, o ex-ministro deixou de tomar várias ações necessárias para funcionamento da política educacional brasileira – especialmente durante a pandemia. Falamos também sobre o futuro do bolsonarismo em geral e como as políticas públicas de todo tipo estão sob risco. A parte boa é que a brevíssima gestão do ex-ministro Decotelli foi muito melhor que a do seu antecessor… Também comentamos maior acontecimento da república da badtrip infinita: a saga do pobre cão Zeus/Augusto Bolsonaro, que saiu pra curtir a vida e acabou prisioneiro no Planalto. De Augusto já basta o Heleno, eu hein?

Não deixe de conferir o episódio #112 do Viracasacas, no qual o Gregório explicou tudo sobre como a educação é financiada no Brasil.

Dicas Culturais

(Livro) Capitalismo sem Rivais

(Podcast) Entretanto – Live Especial com Isabela Kalil

(Livro) Far-Right Revisionism and the End of History

(Serie) Ozark

 

#177 – “Tava com dó e trouxe pra casa” – com Pedro “IurisMan” e Leandro Souto

Saudações pessoas! Até que enfim encontraram o homem mais querido do Brasil! Felipe Abal? Não, Fabrício Queiroz! Um camarada gente fina, um boa praça, amigão do presidente, do filho do presidente, do amigo do filho do presidente acusado de ser um matador de aluguel e… do advogado do filho do presidente.

É comum que um advogado leve o cliente (ou o amigo do cliente, ou cliente do amigo) para casa? Para responder a essa pergunta trazemos para esse episódio Leandro Souto (@soutoverso) e Pedro Augusto (@iuris_man), dois distintos senhores doutores advogados, que vão falar com conhecimento de causa. Saul Goodman? Pfff… O Brasil conseguiu reunir em Atibaia todos as grandes figuras e personalidades da República. Só falta pedir a pizza.

Dicas Culturais

(Livro) Sociedade sem lei – pós-democracia, personalidade autoritária, idiotização e barbárie

(Livro) Estado pós-democrático: Neo-obscurantismo e gestão dos indesejáveis

(Livro) Sentenciando Tráfico: O papel dos Juízes no Grande Encarceramento

(Livro) Jurisprudência Internacional de Direitos Humanos

(Podcast) Segurança dos Direitos

(Filme) O Conto da Princesa Kaguya

(Filme) Mate-me Por Favor

(Podcast) The Witchin Hour

 

#176 Negação e Negacionismo

Saudações pessoas! Nesse episódio recebemos Orlando Calheiros, antropólogo e host do podcast Benzina! , para uma conversa sobre negacionismo, política e afetos. Falamos sobre poder e desejo, da Grécia Antiga até os dias atuais, e sobre a instrumentalização da negação, sua transformação em negacionismo e como isso tem tudo a ver com a emergência de novos meios de comunicação. Falamos ainda sobre violência, capitalismo e o “sacrifícios necessários” para a apaziguar a besta-fera, que nos colocam num ciclo perpétuo de violência e alienação. Pois é, o Viracasacas não é um podcast leve. Mas dá uma moral e clica aí!

 

Acima ↑