#121 Brasil: uma peça de ficção bizarra

A realidade tem a estrutura de uma ficção e a conjuntura política brasileira segue somando uma bizarrice atrás da outra. Para discutir reforma da previdência, embaixador 03, Deltan, o coach, e mais, juntou-se a dupla Carapanã e Felipe Abal (Abalanã? Carapabal?). Vai perder?

O episódio começa aos 11m49s

Siga a gente no Twitter: twitter.com/viracasacas
Assine o nosso feed no seu agregador de podcast
Seja um pagador de salgados, um Viracasacas ou um George Soros e contribua com a gente! http://www.apoia.se/viracasacas
Veja mais informações sobre o episódio no nosso site http://www.viracasacas.com
Mande um e-mail para nós: viracasacaspodcast@gmail.com
Siga o Gabriel Divan: twitter.com/gabrieldivan
Siga o Felipe Abal: twitter.com/FelipeAbal
Siga Carapanã: twitter.com/carapanarana

Compre sua camiseta com desconto na vesteesquerda.com.br utilizando o cupom Viracasacas

Visite o http://www.alquimistashop.com, ganhe 50% de desconto no frete via pac nas compras acima de R$100,00 com o cupom Viracasacas

Dicas Culturais

A história não contada dos Estados Unidos – Oliver Stone

Dark – Netflix

3 comentários em “#121 Brasil: uma peça de ficção bizarra

Adicione o seu

  1. Só deixar aqui meu relato sobre a precarização do trabalho e o desmonte a educação. Trabalho em uma universidade publica desde 2016 e esse ano ainda não recebi salario, sim você leu certo. Eu era contratado diretamente pela universidade com recursos da CAPES através de um convenio para cursos de educação a distância (ok, sei das criticas gerais da educação a distância, mas é um trabalho), quando o novo governo entrou houve logo um sequestro de recursos da CAPES e a mesma teve de priorizar determinados convênios, óbvio que o da universidade em que eu estou foi para o caralho. Pois bem trabalhei janeiro e fevereiro sem um tostão, percebendo a situação a direção do setor na universidade nos deu uma suspensão “voluntaria” do contrato com retorno as atividades assim que houver o pagamento dos salários atrasados. A administração da universidade percebendo a situação resolveu empregar algumas pessoas por meio de uma empresa terceirizada, vocês tão vendo onde isso ta indo né? A empresa não paga ninguém a 4 meses, alegando que o estado não repassa os recursos, enquanto o estado alega que os recursos estão sendo repassados, os funcionários que ameaçam parar são rebatidos com um aviso prévio, com medo de se juntar aos milhões de desempregados, ficamos nessa de pagar para trabalhar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: