#100 De amores e militâncias que ousam dizer seu nome – com Sabrina Fernandes e Samuel Borges

No nosso centésimo episódio tivemos o prazer de conversar novamente com Sabrina Fernandes e pela primeira vez com Samuel Borges. Falamos desde sobre a militância de esquerda até a criminalização da homofobia e o papo foi ótimo, como não poderia deixar de ser com esses convidados.

Aproveitamos para agradecer imensamente todas e todos que acompanham nosso trabalho no Viracasacas, são vocês que fazem tudo valer a pena. Obrigado de coração!

Siga a gente no Twitter: @viracasacas
Assine o nosso feed no seu agregador de podcast
Seja um pagador de salgados, um Viracasacas ou um George Soros e contribua com a gente! http://www.apoia.se/viracasacas
Veja mais informações sobre o episódio no nosso site http://www.viracasacas.com
Mande um e-mail para nós: viracasacaspodcast@gmail.com
Siga o Gabriel Divan: twitter.com/gabrieldivan
Siga o Felipe Abal: twitter.com/abalfelipe
Siga Carapanã: twitter.com/carapanarana

Siga a Sabrina: twitter.com/safbf

Siga o Samuel: twitter.com/SamuelSilvaFB

O episódio começa aos 15m28s

Dicas Culturais

As duas mortes de Sam Cooke – Netflix

Nix – Nathan Hill

Dialetizando – YouTube

Culpa – Filme

Explained – Netflix

A 13 Emenda – Netflix

Milk – Filme

2 comentários em “#100 De amores e militâncias que ousam dizer seu nome – com Sabrina Fernandes e Samuel Borges

Adicione o seu

  1. Sabrina Fernandes, que mulher! Faltou mão pra quantidade de palmas que eu queria bater ouvindo ela falar nesse episódio. Parabéns, pessoal, marcaram muito bem o 100º Viracasacas.

  2. Gostei muito do debate sobre a criminalização da homofobia, mas acho que faltou chamar uma pessoa LGBT pra oferecer um contraponto. Sou da opinião de que a homofobia deve ser criminalizada sim, mas com foco em prevenção e em penas alternativas, como as que o Samuel comentou. Também acho que isso deve ser feito pelo legislativo e muito bem estudado, não decidido assim pelo STF. O que me entristece nisso tudo é ver alguns abolicionistas criticando a militância LGBT sem levar em consideração que nós estamos desesperados porque estamos literalmente morrendo. Mas é como a Sabrina falou, nós não estaríamos nesse buraco de agora se tivéssemos começado a trabalhar com a educação lá atrás (aliás, uma das minhas maiores críticas a Dilma é por ela ter vetado o Escola Sem Homofobia)

Deixe uma resposta para Guilherme Dornelles Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: