#189 – Primeiro como Tragédia, depois como Farsa: geralzão

Saudações pessoas! Nesse episódio temos um Viracasacas RAIZ, um Viracasacas MOLEQUE, no qual Gabriel Divan e Carapanã discutem a insanidade nacional em todo o seu esplendor. Começamos com um comentário da troca de presidência do STF, com uma contagem detalhada de quantas esferas Toffoli decidiu lustrar e o que esperar do mandato de Luiz “in” Fux “We Trust”. Comentamos o dedo podre no nosso querido estado do Rio de Janeiro, com destaque para as investigações sobre o prefeito Marcelo Crivella que agora chamuscam a Igreja Universal. Falamos sobre os incêndios florestais e o projeto de destruição articulada dos biomas brasileiros, levado a cabo por um playboy sem vergonha com anuência do executivo e, claro, dos patrióticos militares. E por fim falamos rapidamente das eleições municipais com destaque para a MARAVILHOSA participação de Guilherme Boulos num podcast de liberteen canábico que tem uma enorme audiência – e aparentemente hosts que conseguem ser bem mais educados com algum nome das esquerdas do que a maioria do jornalismo nacional…

Dicas Culturais

(Filme) Billionaire’s Boys Club

(Livro) The Jakarta Method

#188 “Mark Fisher e o Realismo Capitalista” – com Victor Marques

No Viracasacas dessa semana recebemos Victor Marques , professor de filosofia na UFABC e editora da Revista Jacobin Brasil, para uma conversa sobre Mark Fisher (1968-2017) e seu magnum opus: o livro Realismo Capitalista. Fisher era um ensaísta, crítico musical e professor de literatura que viveu numa Inglaterra em profunda transformação. Figura marginal nos círculos acadêmicos, ele foi integrante de diversos movimentos de vanguarda dos estudos sobre política, internet e ficção. Os ecos de sua obra podem ser observados nos inúmeros movimentos de renovação das esquerdas, principalmente no hemisfério norte. O livro Realismo Capitalista foi lançado em 2009 e chamou a atenção de autores consagrados da esquerda socialista por sua escrita direta, seu uso de referências acadêmicas e da cultura pop e seu diagnóstico certeiro do momento de inércia devastadora das esquerdas e da juventude enquanto o cadáver insepulto do neoliberalismo vaga pelas ruas em busca do sangue e da carne alheios, tal qual um morto-vivo. A tradução dessa obra, que será lançada em breve pela editora Autonomia Literária, conta com vários ensaios extras e também inéditos em língua portuguesa, além de um excelente posfácio assinado por Victor Marques e Rodrigo Gonsalves.

CLIQUE AQUI – para comprar Realismo Capitalista ainda na pré-venda, por apenas R$35+frete.

Dicas culturais


(Revista) Jacobin Brasil

(Livro) Dívida: os primeiros 5.000 anos

(Filme) Northern Soul

#187 Trump, eleições e a BANANIZAÇÃO dos EUA – com Júlia Matos e Fabrício Pontin

Saudações pessoas! Hoje trazemos de volta a magnânima Julia Matos e o não tão magnânimo Fabrício Pontin (mentira, adoramos ele também) para uma conversa sobre as eleições presidenciais dos Estados Unidos. Explicamos como funciona o confuso sistema de colégios eleitorais e distritos, as ideias por trás de sua fundação e como ele transformou os Estados Unidos numa república na qual uma minoria é capaz de eleger o presidente – numa disjunção cada vez mais intensa entre o resultado do voto popular e o presidente eleito. Falamos sobre as convenções dos Partidos Democrata e Republicano e as pesquisas. Donald Trump está, ao que tudo indica, numa situação mais complicada do que a da campanha de 2016… e por isso está tentando fraudar e desestabilizar o processo eleitoral de mil maneiras possíveis. Estimulando vigilantes armados ao confronto com manifestantes, destruindo a possibilidade de voto por correspondência em meio a uma pandemia, e gritando repetidamente que o Partido Democrata é comunista blablabla. Familiar? Pois é, 2022 está aí…

Dicas Culturais

(Podcast) Explica America: Gerrymandering

(Canal) ensaio.digital

(Vídeo) Discurso do Doc Rivers

(Música) Childish Gambino – Boogieman

(Álbum) Ice Cube – The Predator

(Vídeo) Discurso de Michelle Obama

(Série) Mrs. America

(Livro) O Complô contra a América

 

 

#186 – A Seita Q Dodói

Minasan, kon’nichiwa! Nessa semana a roleta do assunto aleatório do Viracasacas girou furiosamente e convidamos Alcysio Canette (no Twitter: @alcysio) – advogado, jornalista e podcaster no Lado B do Rio e no Piores Crimes do Mundo – para uma conversa sobre seitas, milenarismo, Japão, animes capitalismo em crise e política. No mundo contemporâneo dominado pelo realismo capitalista, a falta de segurança, dignidade e esperança produz sujeitos vulneráveis. A conclusão não é nova e não é nossa, mas remete a uma discussão sobre a proliferação de seitas e cultos no Japão da década de 1990, cujo ápice foi o ataque de gás sarin no metrô de Tóquio levado a cabo pela seita Verdade Universal. Evangelion e outros animes das décadas de 1980 e 1990 reproduziram com maestria a angústia juvenil e a solidão do capitalismo decadente de um Japão recessivo, que hoje tomou de assalto o planeta. A proliferação de cultos, seitas e credos milenaristas – que remetem à vida de evento de destruição ou renovação – se tornou um fenômeno global graças à internet e à economia dos cliques. Nesse episódio falamos sobre como a teoria conspiratório do QAnon tem mais similaridades com seitas como Falun Gong e os Moonies
especialmente em sua instrumentalização política pelo establishment conservador global – do que com um movimento político. O maior poder desse tipo de mobilização é a sua capacidade de esconder o óbvio: enquanto Donald Trump encarcera crianças que pedem asilo na fronteira e as separa de suas famílias, os seguidores de um movimento que o considera um ser divino dizem que outras pessoas fazem isso. Pastora Flordelis que o diga! As explicações falsas e totalizantes, a predação do desespero e a destruição do tecido social para o ganho de poucos são as consequências de ambos.

Referências do Episódio (dá aquele Google!): 

– The Cult Problem in Present Day Japan
– The dark propaganda strategy behind Falun Gong’s Media Group
– 2 lawyers on Trump defense team shared Epstein as a client
– The lawsuit accusing Trump of raping a 13-year-old girl, explained
– Jeffrey Epstein: Filthy Rich
– QAnon Is Now Involved in an Alleged Child Kidnapping Case
– QAnon Promotes Pedo-Ring Conspiracy Theories. Now They’re Stealing Kids.
– ‘Pizzagate’ gunman pleads guilty as conspiracy theorist apologizes over case
– Alt-Right Troll To Father Killer: The Unraveling Of Lane Davis
– ‘To the Moon and Back: A Childhood Under Influence’
– O Anime Mais Solitário de Todos – A Filosofia de Neon Genesis Evangelion

Dicas Culturais

(Podcast) QAnon Anonymous Podcast

(Livro) Espere agora pelo ano passado

(Livro) Homens imprudentemente poéticos

(Filme) Uma mulher alta

(Filme) Tetsuo: The Iron Man

(Documentário) Goddo Supīdo Yū! Burakku Enperā

(Série) O Grito: Origens

 

 

#185 A cruzada contra os dados – com Lucas Lago

Saudações pessoas! Hoje vamos falar sobre jornalismo de dados, estatística e sobre como a militância bolsonarista e seus asseclas bem pagos têm mentido sobre números – especialmente aqueles relativos à pandemia da COVID-19. Para isso convidamos Lucas Lago (no Twitter: @lucaslago), engenheiro e jornalista de dados, responsável por um trabalho fundamental no campo.

Discutimos a recorrente boataria a respeito de que haveria “menos que 100 mil mortes por COVID”, que circula tanto no zap quanto nas colunas de opinião dos bajuladores mais influentes. Falamos também sobre as maneiras como esquerda e direita se mobilizam no Twitter, discutindo um artigo com dados das hashtags. A aprovação recorde de Bolsonaro no Datafolha e a melhora em outras pesquisas também foram abordados à exaustão – inclusive o fato de que muitos concordam que o governo fez uma gestão porca da pandemia mas não culpam o presidente pelas mortes. A relação dessa aprovação com o Auxílio Emergencial, demonstrado por um substancial crescimento entre os mais pobres e desempregados, coloca questões para o bolsonarismo em sua aliança com a Faria Lima, e o caminho aberto para uma potencial reeleição. Bolsonaro, pelo visto, aprendeu que é melhor maquinar seu delírios autoritários de boca fechada… e já ensaia adiar ou cancelar o Censo, única pesquisa capaz e produzir dados exatos sobre o real impacto da COVID-19 no Brasil.

Material de Referência

Núcleo: Jornalismo, Dados, Transparência

Inumeráveis – Memorial dedicado à história de cada uma das vítimas do coronavírus no Brasil

Projeto7C0 – Arquivador de Tweets apagados de grandes figuras políticas

Genealogia de uma hashtag: como ações coordenadas da direita nascem no Twitter

Bot ou não: quem segue os candidatos a presidente?

Pandemia expõe limitações em dados de óbitos do registro civil

Dicas Culturais 

(Artigo) The Moral Character of Cryptographic Work

(Anime) One Piece

(Livro) A Arte de Viver para as Novas Gerações

(Filme) Colonia

(Podcast) A Grande Guerra – Leandro Demori

 

**   ACESSE/BAIXE O EPISÓDIO -AQUI!

 

#184 Novo capitalismo: velho normal – com Startup da Real

Saudações pessoas! Nesse episódio o Viracasacas recebe Startup da Real (no Twitter @ startupdareal) para uma conversa sobre como a febre do empreendedorismo de palco funciona como uma máquina de
propaganda do capitalismo tardio. Auto-ajuda sempre foi um gênero muito popular no Brasil e no mundo, mas sua forma e seu crescimento na atualidade têm uma relação íntima com as políticas de precarização
do neoliberalismo. A criação de “cases de sucesso” artificiais e a cultura de glorificação do risco alimentam um indústria de venda de soluções impossíveis, que servem ao duplo propósito de enriquecer seus arautos e perpetuar uma ideologia baseada na espetaculização do capitalismo tardio. Enquanto as novas tecnologias continuam a erodir os muros que separavam a vida privada do trabalho, uma nova fronteira da exploração do trabalho se abre através da promoção de medicamentos e drogas que prometem melhorar sua performance. O desejo de construir algo é compreensível… e nada disso incluir jogar sua vida pela janela para colocar dinheiro no bolso de gurus do sucesso fácil.

 

PS: Nosso convidado é best seller!! 

Já conhece o “Este livro não vai te deixar rico”  ?

Dicas Culturais

(Documentário) Fyre Festival: Fiasco no Caribe

(Filme) A Noite dos Desesperados

(Livro) Sociedade do Cansaço

(Livro) 24/7 – capitalismo tardio e os fins do sono

(Video) The Late Capitalism of K-Pop

(Video) Cuck Philosophy

 

#183 – “O dossiê ozônio” com Nada Tá Bom Nunca

Saudações pessoas!

Estamos chegando, mas não é com os refrescos. De novo contando com as presenças incríveis de Moara Juliana , Vítor Santi e Bruno “Tucho” Ferreira, o glorioso podcast do olho parado, Nada Tá Bom Nunca – carinhosamente conhecido como NTBN – chega de novo junto com a gente para cruzarmos a fronteira e adentrarmos nos meandros desse lugar maluco em que se transformou o país que habitamos. Twin Peaks é mato!

Entre pessoas recomendando ozônio (é, aquele, da camada – e do buraco) como tratamento não muito convencional, passando por um Ministro da Justiça terrivelmente aparelhado e advogado privê de alguns teleamigos presidenciais, estamos mais uma vez em looping da desgraça: sobra para Damares, Pazuello, Moro e Alicia Silverstone (sim, acredite). Tem dossiê mal explicado voando para lá, e gente correndo do país para cá. Não tente entender, só tome a pílula azul: isso, a azul, você vai precisar de energia por aqui, jovem.

 

Siga o NTBN no Twitter! E a Moara, o Vitor e o Tucho!

Dicas Culturais:

Vírus – Rádio Comunitária

Lorena – documentário

O Mundo da Sinuca – vídeos

Umbrella Academy – série

Queime Depois de Ler – filme

Violet bent backwards over the grass – disco

 

#182 Capitalismo de plataforma e Bolsa de cancelamentos – com Moysés Pinto Neto

Saudações pessoas! Nessa semana o Viracascas traz novamente nosso querido amigo Moysés Pinto Neto (no Twitter: @ moysespintonet0), pesquisador e professor de filosofia e educação, para uma conversa sobre a internet das redes sociais, a cultura de (sub)celebridades e cancelamentos, as esperanças cyber-libertárias das década de 1990 e 2000, e como vivemos num mundo que já é inseparável de sua contraparte “virtual”.

Em 2020, o ano oficial do cyberpunk, estamos diante de um mundo no qual o Vale do Silício reorganizou o capitalismo a partir de uma economia da atenção sobre a qual evaporam as distinções entre o material e o simbólico. Entre os efeitos nefastos e imprevisíveis de mudanças acelerados, vivemos também os efeitos da absoluta falta de responsabilização dos bilionários da informação sobre os males que causam na sociedade e sua recusa veemente por qualquer tipo de regulação. Nossa interação com a internet é mediada por desejos e compulsões, numa batalha entre os algoritmos e nossas emoções nos níveis social e individual… e isso tudo É MUITO BLACK MIRROR.

Dicas Culturais

(website) Transehub

(podcast) Viracasacas 41 – Redes de Desesperança – como Moysés Pinto Neto

(vídeo) Tudo que você sempre quis saber sobre ACELERACIONISMO e não sabia a quem perguntar

(podcast) Rabbit Hole

(podcast) Your Undivided Attention

(série) Too Old to Die Young

(música) Kraftwerk – The Man Machine

(HQ) Wytches

(autor) Haruki Murakami

#181 – Brasil, desgraças e realismo fantástico

Saudações pessoas! Hoje é dia de um episódio de um Viracasacas raiz, um Viracasacas moleque. Carapanã  e Gabriel Divan  comentam o Brasil entre o descaso criminoso do Governo Federal diante da pior pandemia do século e a sucessão de eventos absurdos, bizarros e inusitados que acontecem na nossa República Bananeira. Entre doentes, mortos, emas, najas e tiroteios em busca de um balão, nosso país rola ladeira abaixo enquanto a turma de sempre conta o dinheiro. Discutimos se existe ala “ideológica” e “pragmática” no governo,  falamos da mamata sedosa à qual parecem ter se acostumado os militares governistas, e a persistente disjunção dos grande veículos de mídia que, por qualquer motivo, amam Paulo Guedes enquanto são surrados pelo presidente que o nomeou. E essa pax bolsonarista? Dura? Venha conosco, atravesse o portal, siga o coelho branco, e entenda, de uma vez por todas, que o mundo acabou em 2012 e nós vivemos numa simulação construída por um demiurgo com gosto para o absurdo e para o sadismo. HAHAHAHA, brincadeirinha! (o mundo
acabou em 2016… sério).

Dicas Culturais
(Podcast) The Michael Brooks Show

(Livro) Capitalismo sem Rivais

(Livro) Against the Web: A Cosmopolitan Answer to the New Right

(Filme) Ya no Estoy Aquí

#180 – “Dono é quem desmata”: bolsonarismo, grilagem e florestas em chamas – com Helena Palmquist e Luísa Molina

Saudações pessoas! No Viracasacas dessa semana recebemos as antropólogas Helena Palmquist (no Twitter: @ helenapalmquist) e Luísa Molina (no Twitter: @ lupontesmolina) para uma conversa sobre estrutura fundiária, ruralistas, bolsonarismo e a relação disso tudo com o Projeto de Lei 2633/2020, mais conhecido como o PL da Grilagem. Falamos sobre como o governo atual acelerou o projeto de devastação das áreas florestadas e concentração fundiária, algo recorrente nos diversos momentos da história brasileira. A nossa conversa também passa por quem são os grileiros beneficiados pelas constantes esforços de reconhecimento de titulação de terras públicas: cada vez menos posseiros e pequenos ocupantes e cada vez mais latifundiários com perfil empresarial e com extensas conexões com a política e os mercados.

Também comentamos as sucessivas investidas contra os indígenas e a favor daqueles que organizam um paramilitarismo no campo e investem com os direitos territoriais dos povos originários. Partimos no final para uma discussão de como, apesar das questões agrárias e fundiárias serem centrais para o Brasil, parte considerável da esquerda brasileira ainda se encontra muito distante dessas questões – ainda que o maior movimento social organizado da América Latina seja justamente o Movimento dos Sem-Terra. Num governo totalmente aparelhado pelo que existe de pior no ruralismo brasileiro, essa questão deveria ser cada vez mais urgente e presente.

Dicas Culturais

(Livro) A Queda do Céu: Palavras de um xamã yanomami

(Livro) O Partido da Terra: como políticos conquistam o território brasileiro

(HQ) Ken Parker

(Filme) Martírio

(Filme) Corumbiara

(Filme) Pirikipura

(Filme) Vast of the Night

 

Acima ↑